sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Os caminhos da vida




foto revista better homes and gardens


Um jardim não foi feito para ser visto no todo.Quando realizado deve ser descoberto aos poucos.É como olhar o tempo da própria vida como algo coerente e completo, enquanto o que se vive efetivamente é apenas o presente.
Vivo bem, pois sou capaz de cuidar de cada um dos cantinhos dos jardins que crio, sem perder de vista o resultado. As ligações entre os cantinhos surgem então naturalmente, com técnica, aprendizado, e beleza. como muitas também são as relações do dia-a-dia que estabeleço, entre amor, trabalho, filhos, casa, amizade.
Caminhos que às vezes são planos, às vezes são íngremes. Escolhidos largos ou estreitos, dando voltas ou indo por atalhos. Criar meus caminhos, e fazer suas ligações, é tão revelador de nós mesmos como os cantinhos e canteiros que semeamos.
Por isso, talvez para mim, viver um jardim seja algo tão apaixonante. Prefiro exercer todo o poder da vida, de cuidar, adubar, podar, ou deixar florescer. Exatamente como fazemos com todas nossas relações.
A minha árvore deu frutos maravilhosos, e sou feliz por isso, pois sou uma mulher completa, e não tenho frustrações quanto a isso.
Ainda assim, não desejo nenhuma miséria para ninguém, desejo sim que tenham um canteiro muito florido e  caminhos cheios de oportunidades, assim talvez encontrem a felicidade.
Beijos com carinho em seus corações!




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário,dúvida ou sugestão.obrigada!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...